Pular para o conteúdo

Psoríase pustulosa: causas, sintomas e tratamentos

psoríase pustulosa

A psoríase pustulosa é uma forma grave e incomum da psoríase, que afeta apenas uma pequena parte da população mundial.

A doença pode se manifestar em diferentes momentos da vida, sendo necessário identificar e tratar a psoríase para que ela não se agrave ainda mais.

Apesar de grave, a psoríase pustulosa possui tratamento que precisa ser iniciado o quanto antes. Confira mais sobre o tema agora mesmo.

O que é psoríase pustulosa?

A psoríase pustulosa é uma variação atípica da psoríase, que se propaga em regiões menores do corpo, com mãos e pés.

Frequentemente, esse tipo de psoríase se desenvolve com manchas que espalham em grande velocidade. Nesses casos, as bolhas de pus deixam a pele inteiramente vermelha.

É comum que, as bolhas sequem em até 48 horas após surgirem. No entanto, elas são recorrentes, causam cansaço, coceira extrema, febre alta e calafrios.

Por este motivo, é habitual que os pacientes acometidos pela psoríase pustulosa busquem ajuda médica.

Em alguns casos, o paciente pode necessitar até mesmo de internação para tratar a psoríase. Dependendo diretamente de qual a gravidade da propagação das feridas.

O que pode desencadear a psoríase pustulosa?

A psoríase pustulosa é uma doença que pode ser desencadeada por diferentes causas, entre elas:

Ao que se sabe, ainda não existe uma cura definitiva para a psoríase, mas existe controle que, se bem executado, pode trazer uma vida sem restrições ao paciente.

  • Rotina muito estressante;
  • Consumo de alguns tipos de medicamentos, mesmo que sob orientação médica;
  • Uso de esteroides;
  • Histórico familiar de psoríase;
  • Infecções;

Portanto, o que se pode fazer quando existe um histórico familiar é cuidar continuamente da pele. Assim como é indicado quando não existe histórico familiar, mas existem outras possíveis causas em seu cotidiano.

Por exemplo, um profissional que está sempre sob tensão, deve procurar equilibrar sua rotina pessoal para que seja leve.

De modo que, o estresse não seja um problema que desencadeie a psoríase pustulosa ou de outro tipo.

Como tratar a psoríase pustulosa?

Após diagnosticar psoríase pustulosa, o médico irá indicar o remédio para psoríase mais adequado para seu paciente. Uma vez que, o tratamento pode variar de acordo com a condição de saúde prévia do paciente em questão.

Além de ser considerado, por exemplo, se é uma mulher grávida. Frequentemente a psoríase se manifesta durante a gestação, o que desencadeia a necessidade de cuidados específicos. Sempre com o objetivo de manter a segurança da gestante e de seu feto.

Tratamentos caseiros para psoríase não são indicados nesta situação, pois pode agravar ainda mais o quadro.

Mais
artigos

Inscreva-se na nossa newletter e para acompanhar todo o conteúdo sobre as

Doenças da Pele!