Pular para o conteúdo

Queratose Pilar Antes e Depois

queratose pilar antes e depois

Confira fotos de queratose pilar: antes e depois, e veja se tem cura!

Apesar de ser uma alteração superficial na pele, ela acaba causando certo desconforto por conta do aspecto rugoso e áspero que deixa na pele.

As pequenas erupções avermelhadas ou esbranquiçadas, parecendo pele de galinha que aparecem nos braços, pernas, rosto e nádegas, incomodam muita gente.

Embora sua causa seja incerta, sabemos que é decorrente de uma produção excessiva de queratina, que vai se acumulando nos folículos pilosos.

Mas como não é considerada uma doença ou condição grave, é possível encontrar uma forma de tratar para amenizar o desconforto.

Confira fotos de queratose pilar antes e depois abaixo!

Queratose pilar tem cura?

A queratose pilar, também chamada de ceratose folicular, é uma condição dermatológica hereditária, que causa a alteração na camada mais superficial da pele, apresentando uma hipertrofia, que deixa a pele com um aspecto escamoso ou verrucoso (áspero).

É uma condição muito comum, provocada pela produção em excesso de queratina (proteína) ao redor do folículo piloso. 

Geralmente é facilmente identificada pelas manchas ásperas e pequenas bolinhas avermelhadas ou esbranquiçadas, ligeiramente endurecidas, semelhantes à acne, em um aspecto semelhante à pele de galinha.

A queratose pilar não é considerada uma doença, é uma condição de pele benigna, e assintomática, não fosse pelas erupções.

Ela pode surgir em qualquer parte do corpo, sendo mais frequente nos braços, coxas, rosto (bochechas) e na região das nádegas.

Infelizmente, a queratose pilar não tem cura, mas também não traz riscos à saúde, podendo até diminuir com o tempo e com a ajuda de determinados cremes para queratose pilar.

Causas da queratose pilar

Não há causas aparentes para o aparecimento da queratose pilar. Mas, a sua principal intercorrência estaria relacionada à hiperqueratose, isto é, um acúmulo de queratina nos folículos pilosos causado pelo excesso de produção dessa proteína.

A queratina é uma substância essencial para o organismo, que ajuda na formação da estrutura do corpo. Ela é também responsável pela força e elasticidade dos fios de cabelo e pelos, estando presente também nas unhas.

Na pele, ela contribui para a sua defesa, ao formar uma barreira contra a invasão de substâncias nocivas e infecções causadas por microorganismos invasores.

Apesar de não sabermos a causa da produção excessiva de queratina na pele, a queratose folicular está relacionada ao uso constante de roupas apertadas, ressecamento da pele (falta de hidratação) ou ictiose, carência de vitamina A, em doenças hereditárias autoimunes, ou problemas dermatológicos, como a dermatite atópica. 

Pessoas que sofrem de doenças alérgicas e eczemas, como asma ou rinite, também são mais suscetíveis ao seu desenvolvimento.

Como tratar queratose pilar

Como a queratose pilar não é uma condição de saúde grave nem considerada uma doença, ela não apresenta sintomas que necessitem de tratamento para queratose pilar com urgência.

O que se pode e deve fazer é minimizar a má aparência na pele deixada pelas pequenas bolinhas avermelhadas ou esbranquiçadas, levemente endurecidas.

Isso ocorre com mais frequência quando a pele se encontra ressecada e sem hidratação. Portanto, uma medida eficaz para controlar a situação, seria manter a pele o mais hidratada possível.

Tratamento para queratose pilar

Como a queratose pilar não tem cura e algumas vezes desaparece com o tempo, muitas vezes não há um tratamento específico.

Mas o seu dermatologista pode prescrever o uso de cremes queratolíticos e hidratantes, com ácido glicólico e/ou ureia, cremes com ácido lático e/ou Vitamina A para aliviar a aparência da pele.

O objetivo é promover a renovação celular no local afetado e evitar o ressecamento da pele, diminuindo ou evitando o excesso de produção de queratina.

Já os casos mais graves que não respondem a cremes ou loções, podem exigir certos procedimentos estéticos, como o peeling químico e a microdermoabrasão para melhorar a aparência da pele.

Creme para queratose pilar

Uma das soluções mais eficientes para o tratamento da queratose pilar acaba de chegar ao Brasil e já vem sendo apontado como o melhor creme para queratose pilar. 

O KP Solution é um dermocosmético que contém ingredientes importados, e que já vem sendo vendido em mais de 30 países como referência no tratamento da queratose pilar em todo o mundo.

É um produto testado e aprovado pela ANVISA, através de testes laboratoriais capazes de comprovar a sua segurança e eficácia no tratamento da queratose pilar em qualquer região do corpo, como braços, pernas, nádegas e bochechas.

Ele possui excelente custo benefício, pois um único frasco pode durar até 1 ano de tratamento, dependendo do grau da doença e do tamanho da área a ser tratada.

Vários pacientes apresentaram resultados perceptíveis com menos de uma semana de uso, sendo que se em 30 dias a pessoa não obtiver resultado satisfatório, o investimento é 100% devolvido (ver condições no site da KP Solution).

Para obter bons resultados, basta aplicar a loção KP Solution na área afetada, sem enxaguar, todos os dias, depois diminuir para poucas vezes na semana até manter a condição controlada.

O KP Solution tem um altíssimo poder de hidratação para combater o aspecto áspero e ressecado da pele, promove a renovação celular, remove marcas ou manchas, estimula a produção de novas fibras de colágeno e elastina, e deixa a pele lisinha, podendo também ser utilizado em outros tratamentos.

Tudo isso com 10 princípios ativos em sua formulação: uréia, Glycolic Acid, Lactic Acid, Copaiba Oil, Rosehip Oil, Grape Seed Oil, Almond Oil, Coconut Oil, Vitamin A e Vitamina C.

Queratose pilar antes e depois

Agora que você já sabe que a queratose pilar não tem cura, mas possui uma solução de tratamento eficaz, veja abaixo alguns casos de queratose pilar antes e depois tratados com KP Solution, para  acabar de vez com qualquer dúvida sobre o tratamento da condição.

KP Solution antes e depois

Mais
artigos

Inscreva-se na nossa newletter e para acompanhar todo o conteúdo sobre as

Doenças da Pele!