Pular para o conteúdo

Melhor creme para Queratose Pilar

creme para queratose pilar

Sabia que existe um creme para queratose pilar, que realmente funciona? Se você tem notado bolinhas vermelhas ou esbranquiçadas com textura áspera nos braços, coxas, bochechas ou nádegas, como se a pele estivesse sempre arrepiada, você pode estar sofrendo dessa condição.

A queratose pilar costuma provocar essa reação na pele, como se fosse “pele de galinha”, muito comum entre crianças e adolescentes, podendo até persistir até a fase adulta.

Geralmente, ela aparece na infância, por volta dos dois anos de idade, mas não é considerada uma doença, mas uma espécie de dermatose benigna, de ordem genética.

A queratose pilar não tem cura, mas há como ser controlada, até que desapareça ou não volte a surgir novamente.

Leia mais sobre o assunto abaixo!

O que é queratose pilar?

A queratose pilar é uma condição dermatológica, hereditária, que se apresenta na pele na forma de pequenas erupções na base dos folículos pilosos, fazendo com que a pele adquira um aspecto áspero, semelhante à “pele de galinha”. 

Em geral, essas bolinhas são avermelhadas ou esbranquiçadas, causadas pelo acúmulo de queratina na pele, que acaba bloqueando a abertura dos folículos pilosos.

As pessoas mais suscetíveis ao seu desenvolvimento, à parte da predisposição genética, são as que já possuem algum tipo de alergia, como rinite e asma, pele muito seca, dermatite atópica, etc.

A queratose pilar pode aparecer em qualquer fase da vida, mas é mais frequente entre crianças pequenas e adolescentes, sendo comum o aparecimento nos braços, coxas, nádegas e até no rosto (bochechas). 

É uma condição benigna, que tende a melhorar com a idade, sem riscos à saúde, apesar do desconforto do ponto de vista estético. Mas há casos crônicos que perduram até a vida adulta ou mesmo a vida inteira.

Tipos diferentes de queratoses

A queratose pilar faz parte de um grupo de queratoses ou ceratoses, classificadas em:

Queratose pilar ou ceratose foliculite

Esse tipo de queratose é a mais comum entre as crianças, sendo provocada por uma predisposição genética. Ela se apresenta na forma de pequenas manchas avermelhadas ou esbranquiçadas, geralmente nos braços, pernas, nádegas e bochechas. 

Em geral, aparece em qualquer tipo de pele, mas é mais comum em pessoas que já sofrem de dermatite atópica. Felizmente, ela tende a desaparecer com o tempo, conforme a pessoa vai crescendo.

Queratose actínica

Também chamada de ceratose solar ou senil, esse é um tipo de lesão causada pela exposição solar, que aparece em áreas mais expostas, como rosto, couro cabeludo, orelhas, colo, mãos e antebraço. 

Quando aparece nos lábios é chamada de queilite actínica, sendo muito comum em pessoas de pele clara, cabelos ruivos ou loiros e olhos claros.

Costuma se manifestar através de áreas avermelhadas ou acastanhadas, com superfície áspera e queratósica, sendo mais comum entre idosos. O perigo está em evoluir para o carcinoma espinocelular.

Queratose seborreica

Outro tipo de queratose de caráter benigno e de origem genética, sob a forma de erupções de coloração acastanhada, amarronzada ou negra e aspecto verrucoso, principalmente no rosto e no tronco, podendo também aumentar de volume.

Sintomas da queratose pilar

Como não chega a ser considerada uma doença, mas uma condição dermatológica, os sintomas da queratose pilar são leves a moderados.

Normalmente, são observadas pápulas ceratóticas, semelhantes a bolinhas ásperas, que não coçam nem provocam dor, apenas um desconforto estético.

A pele fica bastante áspera, com o aspecto de “lixa” ou de “pele de galiha”, com quadros de piora durantes as mudanças de clima ou de baixa imunidade, quando a pele fica mais seca.

Diagnóstico de queratose pilar

A queratose pilar é facilmente identificável, sendo de fácil diagnóstico pelo dermatologista, feito através de uma simples consulta para observação.

Na maioria dos casos, a condição dispensa qualquer tratamento médico invasivo, por não ser grave, e não trazer risco à saúde.

No entanto, para muita gente é um problema estético, que chega a incomodar, dependendo do local acometido.

É possível prevenir o seu aparecimento?

Embora a queratose pilar não possa ser prevenida, ela pode ser controlada e amenizada através de algumas medidas, que contribuem também para não acentuar o quadro. 

O ideal é consultar um profissional de dermatologia para que o caso seja avaliado de forma mais específica, principalmente no caso das crianças, que possuem a pele mais sensível.

Um especialista experiente é capaz de receitar o tratamento e os produtos mais adequados para cada caso.

Tratamento com creme para queratose pilar

Embora seja possível melhorar a aparência da pele durante as incidências da queratose pilar, não é tão fácil eliminá-la por completo. 

O tratamento para queratose pilar com creme pode funcionar, desde que você faça tenha disciplina e aplique diariamente. 

Idealmente, os melhores cremes para essa finalidade são aqueles feitos à base de ureia, ácidos, óleos vegetais e vitaminas.

Além disso, usar proteção solar elevada, evitar roupa apertada e banhos quentes frequentes, são fundamentais para ajudar a minimizar a aparência da pele.

Os casos mais graves podem contar com procedimentos estéticos como a microdermoabrasão ou os peelings químicos, sempre indicados pelo seu dermatologista.

Creme manipulado para queratose pilar funciona?

O creme para queratose pilar manipulado em farmácias especializadas pode até funcionar, mas não é tão confiável, pois é difícil obter uma composição de boa eficácia.

Tudo vai depender da qualidade dos ingredientes usados, quantidade em cada fórmula e seriedade do local.

O seu dermatologista pode indicar uma farmácia de confiança, mas dificilmente o especialista irá chegar em um creme para queratose pilar com fórmula eficaz o suficiente em comparação aos produtos cientificamente testados e aprovados.

Creme de ureia para queratose pilar

O creme para queratose pilar hidratante à base de ureia, com uma elevada concentração da substância podem ajudar bastante no controle da doença. 

Eles costumam ser recomendados em situações de alta rugosidades da pele, devendo ser utilizados uma ou várias vezes ao dia, dependendo da composição.

Mas o creme para queratose pilar somente com ureia por si só não é suficiente para resolver o problema.

Creme para queratose pilar infantil

As crianças costumam apresentar as bolinhas da queratose pilar nas bochechas e braços, sendo muito comum na primeira infância, depois somem com o tempo.

O ideal é tratar a condição com um dermatologista pediátrico, que vai indicar um creme para queratose pilar específico e contínuo, para melhorar o aspecto da pele ao longo do tempo. 

Em geral, os tratamentos são tópicos, ou seja, com cremes específicos para a pele da criança, no intuito de amenizar as lesões e evitar a inflamação da pele e o surgimento de uma foliculite, lesões mais graves e até dolorosas.

Melhor creme para queratose pilar: KP Solution

O KP Solution chegou ao Brasil e já vem sendo apontado como o melhor creme para queratose pilar. 

Ele é um dermocosmético formulado nos Estados Unidos, fabricado com ingredientes importados e referência no tratamento da queratose pilar em todo o mundo, também testado e aprovado pela ANVISA.

Testes laboratoriais comprovam sua segurança e eficácia para o tratamento de queratose pilar em qualquer região do corpo, como braços, pernas, nádegas e bochechas.

O produto possui excelente custo benefício: apenas um frasco pode durar até 1 ano de tratamento, dependendo do grau da doença e do tamanho da área a ser tratada.

Pacientes já apresentaram resultados perceptíveis com menos de uma semana de uso, sendo que se em 30 dias a pessoa não obtiver resultado satisfatório, o investimento é 100% devolvido (ver condições no site do fabricante).

Para um bom resultado, basta aplicar a loção KP Solution na área afetada, sem enxaguar, todos os dias, depois diminuir para poucas vezes na semana até manter a condição controlada.

O KP Solution possui altíssimo poder de hidratação para combater o aspecto áspero e ressecado, promove a renovação celular para uma pele sem marcas ou manchas, estimula a produção de novas fibras de colágeno e elastina, deixando a pele lisinha e ainda pode ser utilizado como complemento para outros tratamentos.

Tudo isso com 10 princípios ativos, tudo que é utilizado atualmente para este tipo de tratamento: ureia, ácidos, óleos vegetais e vitaminas. Veja a composição completa: Ureia, Glycolic Acid, Lactic Acid, Copaiba Oil, Rosehip Oil, Grape Seed Oil, Almond Oil, Coconut Oil, Vitamin A e Vitamin C.

Dê o fim na pele áspera e ressecada causada pela queratose pilar! Experimente KP Solution!

Mais
artigos

Inscreva-se na nossa newletter e para acompanhar todo o conteúdo sobre as

Doenças da Pele!